Seja Bem Vindo !!!

terça-feira, 28 de junho de 2011

TOP 10: OS JOGOS MAIS DIFÍCEIS DA HISTÓRIA DOS GAMES


especiais Top 10: Jogos mais difíceis da história dos games
Sabe aquele jogo que você trava em uma parte e não desempaca até encontrar um detonado ou ganhar uma mãozinha de um amigo? Ou aqueles casos onde você morre tantas vezes no mesmo lugar que por pouco não taca o controller na parede? Pois é, Esse Top 10 falará exclusivamente sobre esses jogos que são verdadeiros testes de perseverança!
Hoje em dia os jogos vem com opções à escolha do jogador que podem variar de “Extremamente Difícil” à “Ridiculamente Fácil’, e assim, até o jogo mais tenso vira brincadeira de criança. Porém, antigamente não tinha essa mamata, e os jogadores contavam apenas com os clássicos fácil, normal e difícil. Muitas vezes a gente sequer podia escolher, o jogo vinha com um nível de dificuldade padrão, e tínhamos de nos contentar com isso.
O parâmetro para criação desta lista foi justamente este: o jogo tem que ser insuportavelmente difícil em seu modo normal. Modos de jogo masoquistas como “Extreme“, “Insane” “Titan” ou “Path of the Master Ninja” não são recomendados para a saúde (mental) de pessoas normais.

Pois bem, sem mais delongas, vamos ao que interessa: confira na sequência a nossa lista que apresenta alguns games que ficaram na nossa memória por sua extrema dificuldade.

10. Super Meat Boy (PC, X360, Mac)

Super Meat Boy é praticamente uma homenagem aos games de plataforma de antigamente. E, logicamente, ele se preocupa muito em homenagear também a absurda dificuldade dos games old school. Com mais de 300 fases – uma mais cabeluda do que a outra – Super Meat Boy é aquele tipo de jogo que você só insiste em jogar pela teimosia, pois é fato que cada nova fase será mais desafiadora do que a anterior.

9. Devil May Cry (Playstation 2)

Devil May Cry é uma franquia que surgiu de repente e ganhou seu lugar na prateleira de milhões de jogadores. E não é para menos, afinal o jogo apresenta uma história bacana, um personagem carismático, e uma jogabilidade viciante. Apesar de todas estas qualidades, muitos jogadores lembram mesmo é da dificuldade da série Devil May Cry, que desde o primeiro game vem testando os limites da perseverança humana. Vamos torcer para que o famigerado reboot da série não manche (muito) a imagem da franquia.

8. Castlevania (NES)

O game não só deu origem à saga Castlevania, como virou referência quando o assunto é dificuldade. Vale lembrar que boa parte da dificuldade do game vem das famigeradas cabeças flutuantes da Medusa.  Castlevania se resume em uma palavra: paciência. Só com uma boa dose disso (e uma calma zen) é que o game se mostra possível de ser terminado.

7. Super Mario Bros 2 – Versão Japonesa (NES)

Quem acha o clássico Super Mario Bros 2 difícil, definitivamente não jogou a versão japonesa do game, que apresenta um nível de dificuldade muito superior ao da versão americana (e posteriormente foi lançada no ocidente com o nome Super Mario Bros – The Lost Levels). Para começar, algumas fases não tinham plataformas, e você devia ir quicando na cabeça dos inimigos para prosseguir. Além disso, havia um tipo de cogumelo venenoso que podia matar Mario, e ao entrar em alguns tubos, ao invés de te botar em uma fase avançada, o jogo te colocava em uma fase anterior!

6. F-Zero GX (Game Cube)

Este jogo pega uma carona no estilo Devil May Cry: o nível normal com certeza foi trocado pelo hard, só de sacanagem! Bater o time trial de algumas pistas é humanamente impossível, e os staff ghosts, que apresentam as performances dos produtores do jogo na forma de naves fantasmas, são muito difíceis de serem vencidos. Muita gente questionar se é mesmo possível bater os recordes de algumas pistas utilizando as mesmas naves usadas pelos programadores.

5. Kid Chameleon (Mega Drive)

Kid Chameleon apresenta uma dificuldade oscilante: as fases variam entre fáceis, médias, difíceis e insuportáveis, não necessariamente nesta ordem. da ser curtas ou extensas. mas o principal fator hardcore deste título está no absurdo número de fases: são mais de 100, que se subdividem em outras centenas de áreas variadas. Considerando que nesta época não havia a possibilidade salvar os jogos – e o game sequer utilizava passwords, terminar Kid Chameleon foi uma tarefa que poucos gamers conseguiram completar.

4. Ninja Gaiden

Se você pegou a nova leva de jogos do Ninja Gaiden e achou-os difíceis, é porque não pegou os primórdios da série, que começou nos 8 bits. Não que os games de hoje em dia sejam fáceis – muito pelo contrário – mas como quase todo game de ação 2D, as primeiras aventuras de Ryu Hayabusa viraram sinônimos de dificuldade. O terceiro game elevava isso ao cúmulo, pois não haviam continues! Há uma tênue linha que separa a perseverança da loucura, e Ninja Gaiden é uma série que está sempre desafiando este limite.

3. Ghouls n’ Ghosts  (NES)

Ghouls n’ Ghosts  é um jogo de plataforma realizado pela Capcom. É a sequência do jogo Ghosts n’ Goblins e predecessor de Super Ghouls n’ Ghosts (SNES). O game colocava o inabalável cavaleiro Sir Arthur em mais uma missão de resgate, tendo de passar por dezenas de fases insanamente difíceis, podendo a qualquer momento tomar um golpe e acabar só de cuequinha.

2. Contra (NES)

Outro clássico do NES, esta criação da Konami redefiniu os jogos de ação, e foi um dos principais precursores dos shooters 2D. Apesar de toda sua importância histórica, é fato que o jogo é tão lembrado por sua dificuldade quanto pelo seu status de clássico. Quem jogou Contra certamente lembra da raiva acumulada nos momentos onde sua última vida se esvaía no final de uma fase, o que o obrigava a percorrer toda a fase novamente!

1. Battletoads (NES)

O primeiro jogo da série Battletoads, lançado em 1991, é um jogo de ação da Rare para vários consoles, incluindo o NES. Battletoads é desafiante ao extremo, pois mescla fases de pancadaria, chefes que precisam de certa estratégia para serem derrubados, e alguns níveis em alta velocidade, onde diversos obstáculos aparecem pela pista e os reflexos do jogador são testados. Muitas destas fases acabavam sendo resolvidas na tentativa e erro, pois era bem mais fácil memorizar o percurso do que depender exclusivamente das habilidades no controle.
Quem achou que esta lista está muito amparada em games antigos, deve lembrar que os games das gerações passadas eram de fato mais difíceis. Claro que boa parte desta dificuldade vinha da ausência de savescheckpoints e coisas do gênero, mas mesmo assim a escassez de recursos gráficos deixava o foco na jogabilidade, que testava a perícia do jogador.
Via: ARKADE
Postar um comentário

↓SÓ AQUI VC APRENDE MATEMÁTICA DE VERDADE! 13 AULAS SUPER EXPLICATIVAS DE MAT 1, 2 E 3. CONFIRA!

Concursos Públicos

STF: aprovados dentro das vagas têm direito à nomeação
Os concurseiros têm um bom motivo para comemorar. Em um ato histórico, o Supremo Tribunal Federal (STF), decidiu que todo aprovado em concurso público, dentro do número de vagas previstas no ed l, tem direito à nomeação. A decisão foi unânime e irá vigorar em todo o território brasileiro. Tramita agora no Congresso, projeto que garante a nomeação dos classificados. Parabéns a todos pelas conquistas!

Estatísticas

Comentários
Comente também!

Índice de Postagens

O Relógio da Terra